V E S T I B U L A R 2017.2
MENU

Acadêmica de Biomedicina participa do MedTrop 2015


às 14h48
Compartilhe:

Durante os anos da graduação, além das atividades rotineiras compostas por aulas, trabalhos e pesquisas, estudantes buscam formas de adquirir mais conhecimento e construir diferenciais para a carreira.

A participação em eventos de renome, acompanhando profissionais de referência, configura-se como uma das estratégias utilizadas para ampliar a bagagem de informações. Este foi o caso da aluna do 7º período de Biomedicina, da Facipe, Andreza Souza.

A estudante viajou até Fortaleza para marcar presença no 51º Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical – MedTrop 2015, realizado no Centro de Eventos, da capital cearense.

O ramo lida com problemas de saúde que ocorrem unicamente, são mais disseminados ou se mostram mais difíceis de controlar nas regiões tropicais e subtropicais.

Para conseguir participar do evento, Andreza usou a ajuda do Programa de Auxílio a Participação em Eventos – PRAEVE, benefício concedido pela COPEX aos alunos de bolsas de pesquisa que pretendem apresentar trabalhos de cunho científico.

Além de acompanhar palestras, seminários e workshops, a estudante foi além, e apresentou “Identificação molecular das espécies de micobactérias não tuberculosas na forma pulmonar da doença no estado de Pernambuco”, pesquisa desenvolvida para analisar a diferenciação de bactérias existentes no pulmão infectado pela doença tuberculose.

Segundo Andreza, a escolha do tema se deu por conta da dificuldade no diagnóstico dessas bactérias resultando ou não na infecção do órgão respiratório. “Já existia uma linha de pesquisa no laboratório onde faço iniciação científica, então pude aproveitar para recolher o máximo de dados possível. Após a conclusão do experimento e organização dos dados, apareceu a oportunidade de divulgá-los no congresso”, explicou.

Atuando como monitora de Hematologia, da Fundação Oswaldo Cruz (Aggeu Magalhães), na área de Imunoepidemiologia, e estagiando no  Laboratório Central de Saúde Pública- LACEN/PE, Andreza Souza quer continuar pesquisando em um mestrado.

“Estou planejando seguir a carreira acadêmica sem deixar minha veia pesquisadora de lado. Meu objetivo é continuar trabalhando com tuberculose e micobactérias atípicas, dando continuidade ao meu projeto atual. Também continuarei participando de congressos para enriquecer o currículo, o que vai ajudar na seleção de mestrado”, finalizou.

Compartilhe: