V E S T I B U L A R 2018.1
MENU

Estudar de noite vale a pena?

Quem está prestes a entrar na semana de provas ou a véspera do vestibular sempre se pergunta: estudar de noite, vale a pena?

às 17h52
Estudantes não devem se privar do sono
Estudantes não devem se privar do sono
Compartilhe:

Segundo as últimas pesquisas, pelo menos metade da galera procura esse horário para estudar. Então, se você é adepto à essa turma ou quer tentar estudar mais tarde, se liga nessas dicas!

Não é porque você vai estudar de noite que não vai dormir. A história não é bem assim. Você precisa, na média, de oito horas de sono diárias ou não vai conseguir assimilar o conteúdo. Então, se organize! Estudar de noite não significa dormir menos e sim modificar o período onde isso acontece. Os médicos especialistas no assunto alertam que é sempre bom que uma parte do sono ocorra de noite. Por isso nada de trocar a noite pelo dia e ir dormir quando o galo cantar.

Depois que escolher qual período da noite que vai estudar, mantenha essa rotina. Algumas pessoas costumam virar a madrugada estudando apenas em véspera de prova. E dá-lhe café e guaraná em pó para aguentar! Você já sabe: para assimilar o conteúdo, nosso cérebro precisa estar descansado.

A resposta à pergunta “Estudar de noite, vale a pena?”, no fundo, varia de pessoa para pessoa. Precisa ocorrer naturalmente. Quem não consegue ficar acordado de madrugada estudando, deve dormir. Vá acostumando seu corpo aos poucos e estendendo o horário – comece estudando até as onze, até meia noite… Assim seu organismo se acostuma com o novo horário.

Jamais use estimulantes para forçar a barra! Para você ter uma ideia, a cafeína faz com que o organismo libere substâncias que inibem o sono natural, mas esse processo resulta em mais cansaço no dia seguinte. E desse jeito, mesmo que você esteja com todo o conteúdo na ponta da língua, pode acabar se dando mal porque estará com sono. A véspera de prova exige descanso físico e mental!

Compartilhe: