V E S T I B U L A R 2018.1

Beleza tem que vir de dentro, mas ela se reflete por fora. O curso de Estética e Cosmética, da Facipe, habilita profissionais que atuarão na indústria da beleza, através dos cuidados com o Corpo, Rosto e Cabelo, proporcionando uma manutenção da saúde, o bem-estar e a prevenção do envelhecimento.

O Brasil é o terceiro mercado mundial de produtos de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos, atrás apenas dos Estados Unidos e Japão e à frente de gigantes como a China.

Nova call-to-action

Conheça nossa infraestrutura

Nossos Diferenciais

Curso reconhecido pelo MEC

com excelentes índices de aprovação em concursos públicos.

Matriz curricular

Completamente atualizada, que articula ensino, pesquisa e extensão para proporcionar uma vivência prática desde os primeiros períodos.

Clínica-escola de Estética

Dispondo de alta tecnologia e voltada à estética facial, corporal, visagismo, terapia capilar e terapias alternativas.

Parcerias

com indústrias de cosméticos e empresas da área de estética que estão na vanguarda e apresentam lançamentos de produtos e equipamentos de alto padrão.

Infraestrutura

Clínica-escola de Estética e Cosmética onde o aluno aprende e vivencia na prática a atuação profissional atendendo ao público.

Corpo docente

Composto por mestres e doutores, que vivenciam diariamente a prática da profissão e objetivam contribuir para o avanço da ciência.

Pesquisa e monitorias

Onde os alunos auxiliam os professores em investigações e aulas práticas, nos diversos laboratórios, promovendo a cooperação mútua, o avanço da ciência e o estabelecimento de novas práticas pedagógicas.

Práticas extensionistas

que viabilizam o contato com a comunidade e o enriquecimento da formação, desde os primeiros períodos.

Biblioteca moderna

Atualizado com acervo e acesso aos principais periódicos do mundo, além de ambientes planejados para o estudo e recursos tecnológicos de alto padrão.

Convênios

com instituições de destaque e programas de internacionalização, que permitem ao aluno vivenciar parte do curso no exterior, preparando-o para a complexidade da sociedade global.

Estudar na Facipe

é ter a certeza de escolher uma universidade que oferta condições concretas para o desenvolver das suas atividades com excelência.

Mercado de trabalho

Os Tecnólogos em Estética e Cosmética são absorvidos rapidamente pelo mercado de trabalho, uma vez que se constitui como nova profissão com grande aceitação atualmente.

Os principais empregadores no Brasil e no Mundo, são clínicas de estética, salões de beleza, Spa, Centros Estéticos, Academias, Faculdades, Centros Universitários, Universidades, Empresas de Representações de Equipamentos e Cosméticos, dentre outros.

Estudar na Facipe é estar à frente do seu tempo e almejar um futuro de muitas conquistas.

Área de atuação

O campo de atuação do tecnólogo em Estética e Cosmética abrange:
Estética Facial, Corporal, Capilar, Pré e Pós Operatório, Podologia, Maquiagem, Micropigmentação, Visagismo, Massoterapia, Terapias Alternativas, Docência, Gestão Acadêmica, Preceptoria de Estágio, Gestão de Empresas, Representante Comercial de Produtos e Equipamentos, Escritor e Editor de Livros, Atuação em Pesquisas básicas e Aplicadas nsa Diferentes níveis e NAS Diferentes áreas da Estética e Cosmética.

  • Estética corporal, facial, maquiagem profissional, podologia, terapia capilar e visagismo;
  • Consultoria de empresas de cosméticos e equipamentos de estética;
  • Assessoria de imagem pessoal;
  • Parceria com dermatologistas e cirurgiões;
  • Professor.

Informações

Ivanacha Maria Carneiro do Nascimento, coordenadora do Curso de Estética e Cosmética e de Fisioterapia da Facipe, graduada em fisioterapia, Especialista em Terapia Intensiva (FATEC), cursando o Mestrado Profissional em Gestão Empresarial (FBV) com conclusão prevista para 1º semestre de 2014. No magistério, iniciou lecionando em agosto de 2009 em curso Técnico de Estética (IDSTP). Possui 04 (quatro) anos de experiência no magistério Superior e na Gestão Acadêmica do Curso.

Fale com o coordenador: ivanacha_carneiro@facipe.edu.br

Docente
Titulação Ingresso Regime Disciplinas Lattes
Albert Eduardo Silva Martins Mestre Horista
Andre Luiz de Souza Barros Mestre Horista
Andrezza Pimentel de Santana Especialista Horista
Diana Jussara do Nascimento Malta Doutor Parcial
Edlene Lima Ribeiro Especialista Horista
Emerson Azevedo de Araujo Doutor Integral
Fabiana Oliveira dos Santos Gomes Mestre Horista
Ivanacha Maria Carneiro do Nascimento Mestre Integral
Jailson Oliveira da Silva Doutor Horista
João Vitaliano de Carvalho Mestre Horista
José Rozil Ferreira da Silva Especialista Horista
Maria do Socorro Dias de Oliveira Nunes Especialista Horista
Mariana Aragao Matos Donato Doutor Integral
Monica Rodrigues de Andrade Silva Mestre Parcial
Nely Dulce Varela de Melo Costa Especialista Horista
Patricia Clara Pereira dos Santos Mestre Horista
Patricia Cristina Rodrigues Machado Especialista Horista
Pedrita Mirella Albuquerque Queiroz Especialista Horista
Salvana Priscylla Manso Costa Mestre Parcial
Valeria Ribeiro Ribas Mestre Horista

Geral:

Formar profissionais tecnólogos cidadãos em estética e cosmética, com o direito à aquisição de competências técnicas e científicas, que os tornem aptos para a inserção no mundo do trabalho com postura ética e solidária.

Específicos:

• Preparar profissional para atuar na área de estética e cosmetologia, desenvolvendo competências profissionais tecnológicas, gerais e específicas, para a gestão de processos e a produção de bens e serviços; • Propiciar os conhecimentos teóricos e práticos necessários à formação integral e ao adequado desempenho do profissional em estética e cosmetologia, assim como noções de legislação, de relações humanas e ética profissional; • Atender as demandas do mercado regional e nacional formando profissionais qualificados e atualizados, que acompanhem as inovações científicas e tecnológicas e, que detenham o saber-fazer dessa área de conhecimento; • Garantir a identidade do perfil profissional de conclusão de curso e da respectiva organização curricular; • Incentivar o desenvolvimento da capacidade empreendedora e da compreensão do processo tecnológico, em suas causas e efeitos; • Incentivar a produção e a inovação científico-tecnológica, e suas respectivas aplicações no mundo do trabalho; • Propiciar a compreensão e a avaliação dos impactos sociais, econômicos e ambientais resultantes da produção, gestão e incorporação de novas tecnologias; • Promover a capacidade de continuar aprendendo e de acompanhar as mudanças nas condições de trabalho, bem como propiciar o prosseguimento de estudos em cursos de pós-graduação.